SAÚDE

É terça feira, as compras estão aviadas, depois da consulta no Centro de Saúde de Montalegre, Maria da Silva entra cansada e pede que lhe aviem os "remédios" para mais uma temporada. Já é assim, há muitos anos, e a Farmácia Canedo, é para Maria, um dos locais onde vai com alguma frequência. Os medicamentos, são um dos motivos, no entanto e porque a idade já vai sendo avançada, faz questão de participar em todos os rastreios (gratuitos) que esta unidade de saúde leva a cabo. E são muitos durante o ano. O objetivo, segundo Tânia Pontes, Farmacêutica-adjunta, é mesmo promover a saúde, e sensibilizar as pessoas para muitos riscos que são silenciosos, numa grande parte.

«Ando assim com umas tonturas, cá para mim a tensão não deve estar pelos ajustes», comenta Manuel, outro utente que semana sim, semana não, vai fazer a medição do açúcar no sangue e o colesterol. «Nunca falha», diz. "Não custa nada, uma pessoa passa por aqui, as meninas são muito simpáticas e disponíveis e vamos sabendo como anda o sistema cá dentro.»

Maria, continua sentada, olha para o relógio, e o autocarro que a poderia levar de regresso a casa já partiu. «Não se preocupe. Quer que lhe chame um táxi?», diz a técnica farmacêutica, «se fizer o favor», responde Maria da Silva. «Os anos já são alguns, e por vezes vir à vila, num dia não dá tempo para tratar de tudo, e como ando devagar ...olhe, perdi a carreira.»

A Farmácia Canedo, para além dos serviços prestados, inerentes à área de ação, tem muito esta vertente humana. «Conhecemos os nossos clientes, sabemos de onde são, que medicamentos tomam.

Há uma relação que se vai criando com as pessoas, de solidariedade e ajuda. Muitas vezes quando não se podem deslocar aqui, ligam-nos e nós levamos o que precisam a sua casa. Temos uma região envelhecida, com uma mobilidade reduzida, muitos deles com os filhos emigrados, e neste caso a Farmácia, acaba por ser mais um amigo neste desempenho de papéis na comunidade, que à semelhança de outras valências públicas, nós promovemos também esta mão amiga, muitas vezes com quem mais precisa» diz.

SAÚDE NA BALANÇA

A promoção da saúde, é feita também através de consultas de nutrição. todas as semanas, a agenda está esgotada, com Montalegrenses que por questões de saúde, ou de auto estima, procuram chegar ao peso ideal. «Em um mês, perdi quatro quilos, comenta Luísa Dias, segurando na camisa, que outrora não lhe entrava e agora veste com todo o aprumo.»

Há atualmente, uma nova dinâmica na Farmácia, e respeitando todo o trajeto que esta casa teve em Montalegre durante décadas pela mão do Dr. Augusto Canedo, e atualmente por Jorge Canedo, médico, pessoas de enorme referência local, os mesmo valores continuam a ser defendidos, adaptando os serviços, às novas necessidades.

Artigo publicado na revista REGIÃO - Montalegre.